quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

Centro de Mesa de Natal DYI (O deste ano)


Este ano, como de costume, fiz um Centro de Mesa natural para animar a nossa mesa de Natal. Para mim são umas horinhas relaxantes, de volta daquilo e fico sempre feliz com o resultado final (ainda que não se venha a comparar com os de compra). 

Já que a nossa decoração este ano é predominantemente branca e vermelha, escolhi para base um cesto branco que já tinha cá em casa. Selecionei decorações iguais às da Árvore de Natal e uma vela. E da florista trouxe as ramagens de pinheiro, um raminho de azevinho e uma "estrela de natal" mini. 


Depois é só compor...



Primeiro forrar o cesto com plástico já que a esponja de florista estará cheia de água.



Dispor os principais elementos que vão compor o centro para uma ideia clara do design com que vai ficar. Neste caso a esponja (eu normalmente só coloco água no final) onde vou espetar os elementos naturais, a plantinha (que está num vaso com terra), a vela etc. 


Para que a vela fique mais alta que os restantes elementos vou colocar um copo virado ao contrário a fazer altura, mas certifiquem-se que a vela ainda assim fica dentro da base para não cair para fora. 


Depois, neste caso, enchi o restante espaço com plástico amarrotado apenas porque o cesto era grande e queria garantir que nada saia do sítio. Podem optar por encher toda a base com a esponja florar mas como faz bastante lixo, eu evito-a ao máximo.


Com os principais elementos colocados, é altura de começar a tapar com ramagem. É só ir dispondo e espetar na esponja. Neste caso comecei por me certificar que tapavam o vaso da planta e depois restante base. 





Escolhidos os ornamentos, é preciso certificarmo-nos que ficam seguros espetados na esponja, para isso o melhor é retirar a parte que normalmente prende à árvore de Natal e colocar um pauzinho. Este é de cake pop mas pode ser de espetada, um tronquinho das ramagens, o que tiverem e melhor se adequar. 


Depois é altura de colocar os ornamentos mais decorativos. Junto ao azevino coloquei uma casinha, junto à vela ornamentos mais altos e à frente mais baixos (uma bola).

Aqui é preciso ter em atenção se o centro vai estar no meio da mesa ou contra uma parede já que isso afecta a disposição do mesmo. Se for para colocar ao meio, por exemplo, não deverá ter "costas", ou seja, deverá ser harmonioso em todas as direcções. 

Este tem parte de trás e da frente bem definidas, não pode ficar ao meio. 



Com musgo seco (o mesmo que usei para o nosso Presépio) cobri pontinhas e cantinhos onde as ramagens não chegam ou não dão tanto jeito, como em volta da vela e à frente da casinha. 


E cá está ele, terminado.
Não é o trabalho mais rápido do mundo mas, para quem gosta como eu, é muito relaxante.
Como podem ver pelas fotos, comecei ainda de dia e terminei já de noite. 

E os detalhes...





Mesmo que fique para as "costas" é sempre bom ter detalhes bonitos.


Com o resto das ramagens, ainda aproveitei para decorar o corrimão. 
Com luzinhas, ficou lindo. 



Podem ver os centros de mesa DYI dos outros anos aqui e aqui.
Boas festas!

Sem comentários:

Enviar um comentário