segunda-feira, 26 de dezembro de 2016

E o Natal passou...


Eu apelidei o Natal passado de "o mais tranquilo de sempre" mas na verdade este ganhava-lhe o titulo, até porque foi a consoada em que tivemos menos gente, só mesmo nós os três e os nossos pais. Então, para não me repetir, digamos que este foi o Natal das estreias.

Pela primeira vez arranjei-me logo de manhã e saí para umas comprinhas de última hora no supermercado (normalmente não saio da cozinha neste dia), pela primeira vez fomos tão poucos que conseguimos estrear a mesa nova da copa, deixando a de jantar para os doces e restantes iguarias típicas desta noite. Pela primeira vez usei roupa nova também na consoada porque pela primeira vez reduzi bastante o menu de Natal sob pena de sobrar comida suficiente para alimentar uma pequena aldeia - e ainda bem. 


Infelizmente as viroses cá em casa, suponho que como em todas as casas, parecem bolas a passar de mão em mão. Depois de ter apanhado a virose do miúdo antes de partir para Paris, dia 24 foi a vez do pai se sentir febril, dorido e sem grande vontade de celebrar. Já dia 25 fomos acordados às sete da manhã com a má disposição do miúdo a pedir para vomitar. Como não há duas sem três, agora sou eu a sentir-me esquisita...

Mas nada disto impediu de celebrar como deve ser. Família junta, miúdo eufórico, comidinha boa e caseira, muitas prendinhas e um dia inteirinho para gozar os novos brinquedos, já com a casa cheia de amigos e família.

Só me resta desejar que o vosso Natal tenha sido tão bom como o nosso. Por aqui continuamos em festa até aos Reis! 


O laço que foi presente de Natal de uma amiga com mãos de fada
(Camisa já antiga da Zara) 


A nossa mesa de Natal (incluíndo esta receita) 



Trouxinhas de Chévre com mel e nozes - entradinha favorita cá de casa



Depois de perguntar mil vezes se faltava muito para a meia noite, resolvi por-lhe o relógio que a avó lhe comprou como lembrança da primeira ida a Paris e explicar que "quando o Flik e o Flak se encontrarem no 12, é meia noite". Escusado será dizer que não parou mais de olhar para o relógio na ânsia que os ponteiros lá chegassem. 


Camisola com pequenas joias do Jumbo Moda 




Casa vestida para o Natal 


Finalmente chegou a hora!! 
Pijama de Natal Jumbo Moda 


A manhã de Natal não começou da melhor maneira mas por volta da hora do almoço depois de ter descansado bastante, estava ansioso por brincar com os brinquedos novos. 


Roupa nova: camisa Zara (comprada online na Black Friday), 
calças Jumbo Moda e botas Primark. Um coordenado super em conta e que ainda assim ficou o máximo. 




A mesma camisa que ele usou aqui (apenas para a sessão)




Alguns detalhes da decoração que nos ajudou a celebrar não só o Natal, mas também a nossa casa (como) nova.  Para quem já me perguntou pelas obras, nestas fotos tem um sneak peek.

A campanula, o viado (iman) e a pega foram também presentes que adorei! 

Hoje, depois da azáfama dos últimos dias, é dia de cortar a juba a este miúdo que já não vê nada à frente e não quer cortar a franja nem por nada! 

Sem comentários:

Enviar um comentário