segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

Estamos de volta!


Eu sei, eu sei...é uma vergonha ter tido tempo em Paris para dizer alguma coisa mas depois, chegada a casa, não arranjar um buraquinho para vir aqui dar um "olá".
Mas sim, estamos de volta, correu tudo bem e estamos a postos para receber o Natal (está mesmo aí!!). 

A viagem a Paris foi muito boa, apesar de muito dura fisicamente para mim que na véspera estava a contorcer-me de febre no sofá. No dia, e com malas por fazer, apetecia-me tudo menos entrar num avião, mas queria muito ir e não ia desiludir a família, portanto juntei as forças que tinha e lá fui.

Por lá, cheguei a perder a voz de tanta tosse, sentia-me extra cansada e dorida mas ainda assim foram quase cinco dias sempre a andar. O tempo estava frio, mas bastante suportável se não houvesse vento. Tal como previsto, mas não no dia previsto, tivemos uma tarde de chuva que nos fez recolher mais cedo a casa e para nosso grande azar, os trabalhadores da Torre Eiffel estavam em greve impossibilitando-nos de subir, aquilo que o meu filho mais pedia. 

Mas também tivemos um dia de muito sol, fartamo-nos de passear, ver monumentos, andar por ruas completamente aleatórias e descobrir verdadeiras preciosidades, beber bebidas quentes enquanto nos "perdíamos" pela cidade, olhar para as decorações de Natal e ver montras e montras e maravilhosas montras. 
"Perdemos" bastante tempo também no Mercado de Natal dos Champs-Élysées que recomendo vivamente a quem tem crianças, ou como eu, simplesmente adora o Natal

Ficávamos instalados em Monmartre, na zona dos Grands Boulevards, bem juntinhos às míticas Galerias Lafayette, e a todo o tipo de comércio e transportes. Dali conseguimos andar até à maioria das grandes atrações (todas as que visitámos) e não tivesse sido a tal tarde perdida com a (muita) chuva, ainda teríamos ido mais longe.  

Assim que possível partilho um post com as melhores atrações e passeios por Paris. 


Fiquei encantada com a arquitetura da cidade, todos os prédios têm qualquer coisa, todos são lindos e no conjunto criam uma atmosfera encantadora. O espirito de Natal estava presente em cada esquina, muito pelo contributo do comércio que declaradamente faz um esforço enorme para ter montras  e decorações apelativas e até mesmo mágicas.

Durante a semana estava mais calmo, mas durante o fim-de-semana notava-se claramente que os locais estavam a preparar-se para as festas. Foi precisamente desse espirito que mais gostei, conforme já tive oportunidade de partilhar aqui e aqui

No entanto, achei a cidade um pouco suja o que me surpreendeu bastante pela negativa. Por azar, fomos numa altura em que a poluição atingiu máximos históricos em Paris e a nuvem de poluição era bem visível no céu. Acho que isso também ajudou a que a impressão não fosse a melhor, e para ser sincera, é bastante assustador e algo a que não estamos habituados por cá. No primeiro dia de passeio chegámos a casa literalmente a cheirar a fumo. 

Ainda assim, obviamente não deixa de ser uma cidade maravilhosa e à qual vale sempre a pena voltar! Nós já deixamos o regresso prometido! 





Nota: Se estão a pensar numa escapadinha do género podem também gostar das minhas dicas sobre Madrid.

Sem comentários:

Enviar um comentário