quinta-feira, 9 de março de 2017

Disto de alimentar um blog


Ontem em conversa com uma amiga, também blogger, falávamos da falta de tempo para alimentar um blog. Ideias? Essas há sempre imensas, afinal de contas, quando devidamente enquadrado, todos os assuntos dão bons posts. Mas o problema é mesmo o tempo para nos dedicarmos a elas. E no meu caso particular, quando digo escrever no blog posso igualmente dizer ler outros blogs. 

Sim, eu sei, há pessoas que vivem vidas igualmente (ou até mais) preenchidas e ainda assim continuam a ter tempo para escrever. Provavelmente farão melhor uso do seu tempo que eu, talvez! Mas a verdade é que acima de tudo eu não consigo ter uma boa consistência de publicações, ou publico muito, ou não publico nada. Eu sei...

Claro que o meu objectivo é publicar todos os dias. E sei que há excelentes blogs que publicam duas ou três vezes por semana e não há problema nenhum. Na maioria das vezes têm até posts melhores, muito mais pensados. Mas eu - e isto é uma cena completamente minha - detesto chegar a um blog que siga e ver que não escreveram nada. E sei que é isso que aqui faço. Portanto queria muito manter o objectivo de escrever SEMPRE! Acontece que quando tenho mais tempo publico mais - tanto que tenho a falsa sensação de que consigo que seja sempre assim, e quando não tenho tempo não escrevo absolutamente nada. Se podia dividir o conteúdo para várias semanas? Podia! Há posts que podem perfeitamente ser publicados em qualquer altura. Mas eu quando quero dizer qualquer coisa, quero dizê-la logo, e tendo tempo para cá vir, não há como evitar carregar no botão.


Neste momento em particular, como sabem os mais atentos, deixei de trabalhar por conta de outrem e estou a começar a habituar-me a esta coisa de eventualmente vir mesmo a ser freelancer. Prefiro colocar nestes termos porque isto tudo ainda é muito novo para mim e ser freelancer é um bocado "a profissão" da moda (independentemente da área) o que não me dá muita segurança que vá ser a minha muito tempo...vamos ver. 

Acontece que o meu blog começou como um escape. Tanto em casa como no trabalho. Eu estava muitas, muitas horas sentada em frente a um computador e essa era basicamente a única coisa que eu podia fazer estando naquele sitio.
Quando precisava de uma pausa, eu que não bebo café, nem fumo, perdia-me na internet. Espreitava o Facebook, matava o vicio do https://pt.pinterest.com/catiahhenriques/Pinterest e claro, aproveitava para ler blogs e escrever o meu próprio.

Nesta minha nova condição, trabalho quase exclusivamente a partir de casa, e também quase todo o dia no computador. Só que agora, quando preciso de uma pausa, tenho um mundo por onde escolher porque posso realmente largar o computador. Então refiro pequenas caminhadas ou sestas, compras, encontros com amigas ou até adiantar as tarefas de casa, temperar o jantar ou por a roupa a lavar. 

E os blogs? 

Ler ou escrever fica, digo-me sempre, para os verdadeiros tempos livres, ao serão por exemplo. Só que ao serão, quando não tenho que voltar ao trabalho - ai as maravilhas de trabalhar por conta própria! - apetece-me tudo menos pegar no computador. 

É falta de tempo? É e não é. É gestão de prioridades? Acho que é acima de tudo o encontrar de um balanço que eu ainda não encontrei nesta nova rotina. E por isso peço a todos, até a mim mesma, que me desculpem. 

4 comentários:

  1. Tem de se encontrar o meio, só assim dá para gerir tanta coisa ao mesmo tempo. Mas tudo vai ao sítio com tempo e dedicação! *

    Beijocas,
    ANDA DAÍ!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acredito que sim! E eu hei-de conseguir, de certeza.

      Eliminar
  2. Olaaa!
    A maldita organização que não nasce no sangue de toda a gente. No meu não nasceu ahahah


    Sucesso!

    Beijokitaz

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E eu que às vezes penso que o mal é ser tão organizada que depois não dá para tudo...
      hehe, beijos, CH

      Eliminar