Mostrar mensagens com a etiqueta Comida. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta Comida. Mostrar todas as mensagens

quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

As 12 melhores coisas que comi (pela primeira vez) em 2016


Inspirada nesta lista, também eu decidi fazer a minha própria versão, escolhendo as melhores coisas que comi, algumas pela primeira, outras pela única vez, em 2016. Sim o ano já lá vai, mas ainda a procissão vai no adro no que respeita a 2017, portanto ainda estamos em muito boa altura para balanços.

segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

34 à mesa para celebrar os meus 34


Não é muito comum organizar uma grande festa para os meus anos, estranhamente cansa-me fazer para mim aquilo que tanto gosto de fazer para os outros. Estar a organizar algo para mim, sobretudo imediatamente após as festas é algo que rapidamente descarto do meu pensamento e acabo por fazer o da praxe, jantar com a minha mãe (muito importante - é o nosso dia) e os meu rapazes num sitio que gostemos e pronto (quem viu no instagram?). 

quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

Começam os verdadeiros preparativos...


Cá em casa, como em todas as casas, há tradições culinárias, aqueles regalos sem os quais não podemos passar no Natal. Para mim é o pudim de ovos da minha mãe, que agora como tão pouco que praticamente fica reservado para esta data. E até o miúdo já me perguntou se vou fazer, como no ano passado, a Árvore de Natal de Nutella, porque ele gostou muito. E para ele se lembrar, devia estar mesmo muito boa. 

Mas o pai da casa não é grande fã de doces (tal como o pai dele), por isso cá em casa carrego também nas entradinhas. É um miminho e uma forma de dizer que não me esqueço que é com estes petistiquinhos que eles perdem a cabeça. Por isso, não há Natal nenhum que o meu marido não pergunte, "fizeste bolinhas de carne?"

terça-feira, 22 de novembro de 2016

O meu molho de Pizza caseiro e biológico


Ontem foi Dia Nacional do Pijama. Dentro do melhor espírito da partilha, na escola do meu filho decidiram fazer para o almoço, uma Pizza colectiva. Cada família levava um ingrediente e em pequenos grupos criavam a sua própria Pizza

A nós cá em casa, calhou-nos o molho (dizem que é um dos segredos da Pizza, não é?) e resolvemos fazê-lo caseirinho para deleite da criançada. Usei apenas ingredientes biológicos do cabaz Pé de Salsa e o nosso próprio azeitinho Transmontano da "Quinta do avô Luís".

quinta-feira, 21 de abril de 2016

Casinha do Chá - Um Brunch despretensioso e muito delicioso!



Eu sou apaixonada por grandes pequenos almoços, mas para meu grande desgosto não há muitos sítios em Almada a servir brunch (se conhecerem por favor partilhem!) e é por isso que vou partilhar este por aqui. Não é algo que goste muito de fazer porque tenho a estranha sensação que de cada vez que recomendamos muito um local para comer a alguém, essa pessoa tem uma experiência muito diferente da que nós tivemos. Por isso só recomendo mesmo quando gosto mesmo, mesmo muito. 

sexta-feira, 5 de dezembro de 2014

DIY: Bolachas caseiras

Diz que ontem foi o "Dia Mundial das Bolachas". Então aproveitando que mãe e filho estiveram em casa "de molho", levámos o mote a sério e fizémos umas bolachinhas caseiras,  tipo manteiga, do mais simples possível para que ele pudesse mesmo ajudar. 

A massa é básica e é só juntar tudo: 

100gr de Açucar
1 ovo inteiro
1 colher de cá de fermento
200 gr de Farinha
150 gr de manteiga

Fica um pouco areada por isso convém amassar um pouco com as mãos. Mas não é necessário rolo da massa, nem polvilhar com farinha extra. 
Podem ser pequenas bolas achatadas, ou como fizémos, massa ligeiramente estendida e cortada com uma forma. 
Nós escolhemos fazer estrelinhas de vários tamanhos, já que assim, aproveitámos e congelamos algumas já moldadas para cozer no Natal, enfeitar com várias cores, e deixar para o Pai Natal, na noite de consoada. 
Estavam deliciosas! 




(Natal 2014)

quinta-feira, 3 de janeiro de 2013

Desperdicio zero

Nos dias que correm não nos podemos dar ao luxo de desperdiçar e na época festiva infelizmente isso acontece sempre! A seguir ao natal fiz mil receitas com as sobras do bacalhau cozido e ontem aproveitei alguns frutos secos já moles de tanto ficarem em cima da mesinha "do natal" e os camarões cozidos da passagem do ano para fazer um Spagetti com frutos secos e camarão ao molho de alho, que estava qualquer coisa de divinal...

E vocês? reinventam com as sobras?